quinta-feira, 9 de julho de 2020

CAP POLONIO - HAMBURG AMERIKA LINE

O navio "Cap Polonio" da companhia alemã Hamburg Amerika Linie numa bonita pintura com a cidade do Funchal como cenário.

quarta-feira, 24 de junho de 2020

SWEDISH AMERICAN LINE






A Swedish American Line fazia menus com muito bom gosto. Pinturas de pássaros, da sua frota de navios, autenticas obras primas que perduram com muita saudade.

NAVIOS COM HISTÓRIA



A Casa Photographos Perestrellos fotografou centenas de navios que aportaram no Funchal. Outros, preferiram o pincel para exprimirem as emoções marítimas como o artista Kenneth Shoesmith com os navios da Royal Mail.

sexta-feira, 19 de junho de 2020

COLEÇÕES E COLECIONADORES

Nos últimos anos, assistiu-se a um exagero nos preços dos postais com temas maritimos. Todos se queixam, mas a aldrabice e especulação com postais a custarem 30 € e mais, levou a que muitos colecionadores tenham desistido por completo. A "galinha dos ovos de ouro", acaba sempre por morrer pela ganância de uns e como tal, agora em tempos de crise, ninguém lhe pega! Já foi assim com a filatelia, com a numismática, com os cartões telefónicos e com os postais temáticos. Os que realmente gostam desistem, não vale a pena! 

sábado, 4 de abril de 2020

Ship "EUROPA" Hapag Lloyd

O navio EUROPA da companhia alemã Hapag-Lloyd no Porto do Funchal (1978)

Quando eu tinha 8/9 anos um dos meus passatempos preferidos era registar numas velhas sebentas compradas na Papelaria do Colégio, os navios que entravam no Porto do Funchal. Registava entradas, com as datas e as companhias. Mais tarde, comecei a registar os iates e a bandeira dos países respetivos. Passava na Agência Blandy e "roubava" etiquetas de bagagem de camarote ou de porão da Empresa Insulana, colecionava e trocava na escola postais de navios. Assim nasceu a minha paixão pelos navios, passando horas e horas vendo todo o reboliço de atracagem; dos rebocadores e lanchas. Consultava nos jornais diários o movimento do porto com a data, nome do navio, hora, proveniência e saída. Certos jornais constavam também os nomes de passageiros que entravam ou saiam da Madeira. Assim, era possível por exemplo saber que determinado passageiro chegou ou partiu em fárias ou trabalho rumo a determinado porto. Um modo prático de fofoquice ou antes "bilhardice" para os tempos livres das pessoas.       

segunda-feira, 16 de março de 2020

REINA DEL MAR

O nome é castelhano, mas o navio é britânico frequente nos anos 60' e início de 70' do século XX no porto do Funchal.